Cams.

Adotado no Evelyn's Place.com Camila C. Crosgnac Fracalossi, sagitário, 17 de dezembro de 1990. Formada médica veterinária pela UNESP Botucatu, namora o João (Fev/10) e é paraense de coração.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Como presentear?

Chega o fim do ano e, com ele, a dificuldade de presentear as pessoas ao seu redor – seja um amigo secreto, o anfitrião da casa, pais, irmãos, amigos ou namorado/a. Como eu adoro presentear e costumam dizer que esse é o meu forte, porque eu dificilmente erro presentes, vim tentar ajudar aqui todos os desesperados, hahaha.

 

Colaboradoras:

  • Catarina – Caty, São Paulo/SP.
  • Izadora – Dóri, 18 anos, Campinas/SP.
  • Júlia – Jú, 19 anos, Florianópolis/SC.
  • Sofia – 19 anos, Rio de Janeiro/RJ.
  • Sylvania – Sylv, 20 an0s, Brasília/DF.

Geral

"Obviamente, para presentear uma pessoa devemos conhecê-la muito bem, saber seus gostos e talz. No meu caso, livros, DVDs, perfumes, bolsas e sapatos são presentes garantidos!", Caty começa definindo. "A pessoa só precisa saber os gêneros que gosto, meu estilo etc". Mas e quando não surgem idéias, nem por decreto? E quando é uma pessoa que você não conhece bem ou nem sequer conhece? Aí é hora de apelar pras generalizações. Dóri sugere o vale-presente para aqueles que nunca acertam como uma boa saída. Pra quem não tem idéia do que dar de presente, Jú dá uma dica: "Se eu não tiver IDÉIA do que dar de presente pra pessoa, eu saio pra bater perna no shopping ou no centro da cidade e entro em tudo pra tentar achar algo interessante".

Achar algo interessante ou algo original nem sempre é fácil, mas também nem sempre aumenta o gasto. O que pode aumentar, talvez, é o trabalho e a satisfação. Júlia conta: “Uma vez, me deram uma caixinha personalizada (que o próprio presenteador fez, com colagens e tal), e dentro tinha um caderninho com a foto de todos os meus amigos. Achei isso tão original!”. Já Sylv foi a idealizadora de outro desses: “o presente mais original que eu dei (embora não tão original assim) foi um scrapbook TOTALMENTE feito à mão por mim, desde a capa, a encadernação, as mensagens, fotos e tudo o mais que você imaginar. Depois de pronto, eu nem acreditei que tinha sido eu que tinha feito tudo”.

Sobre o presente ideal para se dar, a generalização foi sobre livros ou chocolates. "Nunca dei um presente especialmente original, creio. Sou pouco criativa. Eu raramente encontro o presente ideal se ativamente procuro por ele. Geralmente ele aparece no meu caminho, ou eu tenho uma idéia interessante. Costumo pensar na pessoa, no que ela gosta, no que eu sei que ela gostaria de ter, e então procuro algo que tenha também a ver comigo", diz Sofia. "Meu universo de presentes é basicamente constituído por livros e cadernos, e devo acrescentar que uma coisa que realmente diferencia o presente é a dedicatória. Presentes com cartões, cartas e dedicatórias bem escritas e cuidadosas são muito melhores do que aqueles sem nada!", completa.

 

Amigos

Com os amigos, vale tudo: como são pessoas que normalmente são conhecidas mais a fundo, dá pra ter mais idéias e certezas. Júlia acredita que o mais legal seja algo que tenha a ver com as piadas internas do grupo. Ela lista um par de meias personalizadas como um dos presentes mais originais, porque eram uma piada do grupo. “Mas, ao mesmo tempo, que fosse de bom gosto e que fosse útil. A gente também procura sempre atender o pedido de um amigo, por exemplo, se ele tá sonhando há uns meses com o CD do coldplay, fica mais fácil de comprar...”, diz ela. No entanto, Dóri confessa: “não sou tão criativa assim pra dar presentes para os amigos homens!”.

Todos os entrevistados concordam nas melhores opções de presentes para os amigos: livros, CDs e DVDs. “Eu adoro dar livros e cadernos pras pessoas, especialmente cadernos, porque acho presentes incríveis que eu adoro ganhar”, conta Sofia. “Não gosto especialmente de ganhar coisas impessoais e genéricas. Geralmente presenteio meus amigos com livros, CDs, DVDs, roupas, objetos, qualquer coisa que eu veja e lembre deles. Adoro comprar presentes!”.

"Eu nunca dou presente pensando se a pessoa precisa ou não daquilo”, diz Sylv. “Já dei livro, porta-CDs, roupas, cinto, sapato, pelúcia, CDs, enfeites, e também dei coisas que eu sabia que a pessoa precisava (que, com certeza, em outra ocasião, a pessoa não gostaria de receber como presente)".

 

Família

Apesar de, em tese, o fato de pertencer à mesma família que alguém lhes torne mais conhecidos, nem sempre os melhores presentes vêm daí. “Eles nunca acertam!”, reclama Izadora.

Júlia, Sylvania e Sofia concordam que bons presentes pra se ganhar da família são livros e dinheiro. Sofia sempre ganha bolsas. “Eu adoro bolsas, mas minha família insiste em me dar um monte todo Natal”, diz ela.

 

Namorado/a

"Para o namorado, vale algo mais picante", comenta Caty. Concordou-se que o presente perfeito para se ganhar do namorado (já que só garotas participaram da minha pesquisa, haha!) é “algo pessoal e romântico – de preferência o tipo de coisa que mais ninguém te daria, só ele”, como definiu Sofia. Foi unânime sobre o que não gostariam de ganhar: “alguma coisa impessoal, porque dá a impressão de que eu não importo”, explicou Sofia. “Ele me conhece muito bem e, se ele fizesse isso, eu diria que ele não está tendo total atenção comigo”, completa Sylv. Izadora e Júlia disseram que não gostariam de ganhar presentes vulgares – como “calcinhas sensuais ou pulseirinhas do sexo”, segundo Izadora.

Já para presenteá-lo, Sylv desabafa: “olha, esse negócio de presente de namorado é desgastante, sabe? Toda vez você tem que dar uma coisa diferente, se superar no presente e, pra falar a verdade não tem lááá muita opção, a não ser que você seja rico para jogar pétalas de um helicóptero, encher uma casa de balões de coração, essas coisas. Isso dispende dinheiro, criatividade e principalmente amor, pra não achar que está jogando o dinheiro pelo ralo, hahaha!”. Ela conta que  costuma dar cartas, pelúcias - “Acho que nunca vi um namorado que gosta de pelúcias, mas ok!”, ela comenta –, perfume, coisas do time dele etc. Júlia completa: “eu o presentearia com algo que eu visse e lembrasse dele. Se estivesse sem criatividade, acho que um CD, livro, DVD ou talvez uma camiseta que fosse a cara dele”.

 

Amigo Secreto

"Ihh, esse negócio de amigo secreto sempre dá muitas tretas, mano HAHAHA. Ainda mais se a galera combinar de ser um preço e alguém comprar alguma coisa MUITO inferior ao preço estabelecido. Ou se a pessoa que você tirar você mal souber o nome, fica difícil saber o que a pessoa gostaria de ganhar. Na dúvida, compre um livro MUITO best seller HAHAHA", como disse a Sylv, tirando as palavras da boca de todo mundo.
Caty nos contou sobre um amigo secreto temático de uma empresa em que trabalhou. "Foi bem legal!", conta. Para ela, Havaianas são um presente legal porque "tem aquelas que tem uma estampa chique e bonita, mas desde que as cores combinem com a pessoa. Imagino que ninguém gaste tanto com presentes de amigo secreto, né? E Havaianas tem um precinho bacana!". Já Sylv considerou como o presente de que menos gostou. "Era daqueles bem bonitinhas, coloridinhas e tal, mas... oi?". Por isso, para Júlia, o presente ideal para se ganhar de amigo secreto é "algo simples, porque nem sempre a pessoa nos conhece. Pra mim, o presente ideal pra essas coisas é chocolate ou algo do tipo". Ela ainda sugere que, quando não se conhece bem a pessoa a ser presenteada, que sejam dados presentes "pouco comprometedores, difíceis de errar - tipo um colar, brinco ou coisas assim. Acho que coisas pra casa, cremes, loções, perfumes, sabonetes, jóias não tão caras ou até algum livro interessante são válidos". Sylv completa: "quando é alguém que não conheço muito bem (em caso de amigo secreto), eu pesquiso opções de acordo com os gostos da pessoa, e se no fim de tudo eu não descobrir nada a respeito dela, eu dou uma coisa neutra - como roupa branca, CD, livro... algo assim. Só não vale dar qualquer coisa, a ponto de não reservar nem um tempo ou criatividade ou mesmo atenção para o presente/a pessoa".  Como disse Sofia: “o presente ideal é sempre algo simples e prático”.

E aí?

As idéias de presente sempre variam – de pessoa pra pessoa, levando em conta a relação entre elas e o quanto se deve/pode gastar. "Depende da pessoa”, diz Izadora. “Gosto bastante de comprar chocolates e coisas em livrarias. A maioria das vezes. Eu realmente penso se a pessoa irá realmente gostar do meu presente antes de comprar”. Já Sofia conta que, quando vai viajar, fica atenta. "Quando estou viajando, entro em todas as lojas pensando nos meus amigos e na minha família, e se vejo algo que tenho certeza de que alguém iria gostar, eu compro", explica. O resto opta pelos shoppings, pela variedade de produtos e idéias. "Costumo comprar no shopping mesmo. Já saio de casa tendo em mente o que devo procurar, mas tenho preferência para compras na internet", observa Caty.

A dica que fica, então, é a seguinte: tentar vincular o presente ao modo de ser ou à personalidade da pessoa. Quanto mais você conhece alguém, maiores são as chances de acertar. Mesmo que não as conheçamos bem (ou nada, em alguns casos), dedicar certa atenção ao presente é fundamental para não demonstrar desimportância e, aí sim, não agradar em nada. Então, não vale simplesmente se livrar: "acho que as coisas que não tem nada a ver só ocupam espaço no armário e a gente acaba nem usando", como disse a Júlia.
Em resumo, Sylv explica: "A questão é que eu acho que você deve dar o presente de bom grado, entende? Muita gente dá presente parecendo que dá de má vontade, como se fose alguma obrigação ou 'só pra não dizer que eu não dei nada'. Cara, isso é péssimo, ok. A pessoa presenteada percebe na hora a má vontade da pessoa. Tipo aquele presente WTF que tu nem imagina de onde a pessoa tirou que você pudesse gostar daquilo. Tanto é que dá pra perceber quando a pessoa te dá um presente MUITO WTH, mas que não foi por má vontade, e sim por que ela não sabia mesmo o que te dar, pelo menos ela te deu com carinho, entende. Por fim, acho que só se deve dar presente quando se realmente quer. Ninguém tem obrigação de nada, ué, se não quiser participar de amigo secreto, não participa, mano. Quer dar presente, dá direito, senão nem dá!".

 

Não sei se as pessoas lembram, mas no ano passado eu recrutei pessoas para um questionariozinho sobre presentes. A questão é que era época de vestibular e eu não consegui terminar o post a tempo… acho que agora foi lol

Mais tarde, posto algumas dicas de lojas!

3 comentários:

Juliana disse...

Muito boa matéria Cams! Presentes realmente são complicados de se dar! ><

Eu sou a favor da Imaginarium e de livrarias quando não sei o que dar! xD Ou apelar pra algum amigo sondar a pessoa. Hahahaha

Beijão!

Sylv disse...

OMG Cams! HAHAHA eu lembro sim do e-mail gigantesco que te enviei há um ano. E adorei o resultado!
Esse ano fui super sincera: não sobrou dinheiro e não vai ter presente para ninguém. HAHAHA. (Credo)
O post ficou realmente muito bom, tenho certeza de que orienta bem as pessoas indecisas!

Um beijo. <3

Júlia disse...

Poxa, bem legal!
Tinha esquecido do questionário, já. Devia ter lido antes de comprar meus presentinhos mimimimi

Ficou ÓTIMO o post, cara! ;)
Beijo!

Postar um comentário